Compra de bens ocupados

Ao vender-nos o seu bem ocupado, poupa-se a um longo procedimento que começa com a expulsão dos invasores e que acaba pela renovação de um bem que, muitas vezes, ficou insalubre.

squatsolutions-infographie-rachat-squat Compra de bens ocupados

Avaliação do preço de compra

A nossa primeira missão consiste em avaliar o valor do bem imobiliário. Isso ocorre, geralmente, a partir da primeira visita. De facto, é muito fácil entrar uma primeira vez numa ocupação, mas numa segunda vez os invasores tornam-se desconfiados.

A avaliação é realizada por 3 agências imobiliárias. Consiste em definir um preço de venda independentemente da ocupação e das degradações provocadas por esta.

Ao mesmo tempo, pedimos a realização de todos os diagnósticos imobiliários necessários para a venda de um bem.

Além disso, pedimos a avaliação às pessoas competentes do montante dos trabalhos para uma renovação da habitação. A este montante acrescentamos a nossa avaliação do tempo de limpeza e de evacuação que será obrigatório efetuar antes do início dos trabalhos.

Por fim, avaliaremos o custo e a duração do processo de expulsão.

Todos estes elementos irão permitir-nos avaliar o preço de compra que proporemos ao proprietário do bem ocupado.

Assinatura do contrato de promessa de compra e venda e depois compra

É assinado um contrato de promessa de compra e venda. Este contrato não tem condição suspensiva. Sem condição de empréstimo bancário, sem condição de expulsão ou de qualquer outra disposição.

No fim do prazo clássico de três meses, tornamo-nos proprietários do bem ocupado.

Expulsão dos invasores

Depois da venda assinada, iniciamos as ações para expulsar os invasores.

Em primeiro lugar, tentamos negociar uma partida dos invasores. Por vezes, através de uma quantia que não exceda as despesas que teremos, obrigatoriamente, se iniciarmos um processo judicial, os invasores aceitam sair das instalações.

Se a negociação falha, iniciamos o processo de expulsão, acompanhados por advogados e oficiais de justiça. Este pode durar de alguns meses a alguns anos.

Proteção do bem

Depois de os invasores serem expulsos protegemos o bem para impedir uma nova ocupação. Trata-se, geralmente, de fechar e proteger todas as aberturas, instalar portas antirroubo, colocar um sistema de alarme autónomo (com bateria) que nos informe sobre a mais pequena intrusão nas instalações.

Armazenamento dos artigos pessoais dos invasores

Segundo os artigos 65 e 66 da lei n.º 91-650 de 9 de julho de 1991 sobre a reforma dos procedimentos civis de execução, o proprietário deve guardar os artigos pessoais dos invasores para que eles possam recuperá-los num prazo de 6 meses após a expulsão. De facto, quando os invasores são expulsos, os polícias ordenam-lhes que saiam das instalações imediatamente. Normalmente, têm tempo para pegar nos seus artigos indispensáveis, mas em caso algum no seu mobiliário ou em qualquer outro elemento volumoso. A ata de expulsão do oficial de justiça indica o local de armazenamento e descreve os móveis com precisão. Inclui um inventário dos bens, o seu valor de mercado e as condições de acesso ao local onde se encontram.

Limpeza do bem

As nossas equipas têm como missão retirar os detritos da habitação. Por vezes, somos levados a evacuar metros cúbicos de detritos. Aí começa a limpeza da habitação ou do imóvel.

Trabalhos de renovação

Contactamos trabalhadores locais para a renovação do bem. Supervisionamos os trabalhos até ao último retoque que nos permitirá colocar o bem à venda.

A renovação pode ir de uma simples pintura e de pequenas reparações de eletricidade e canalização até à reconstrução de paredes, soalhos e até de tetos.

Venda do bem

Confiamos a venda do bem a agências imobiliárias.

A Squat Solutions poupa-o(a) a todas estas etapas ao comprar o seu bem.

Contacte-nos através do +33 (0)1 85 53 26 75 ou escreva-nos

Contact - PORT